Moradores de condomínio em Niterói, RJ, têm medo de que prédio desabe

Rachadura, infiltrações e problemas com esgoto são comuns no condomínio Zilda Arns, do Programa Minhas Casa, Minha Vida. Prefeitura afirma que responsabilidade é da Caixa



Moradores de Niterói denunciam rachaduras em condomínio do Programa Minha Casa, Minha Vida

O condomínio do Minha Casa Minha Vida Zilda Arns, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, vem apresentando muitos problemas na estrutura física. Como mostrou o Bom Dia Rio, há casas com rachaduras tão grandes que pelas frestas os moradores conseguem ver se está fazendo sol. E há ainda outros problemas, como infiltrações e esgoto.

A sensação entre os moradores é de medo quanto à segurança das instalações. “Na minha sala tem rachadura que dá pra ver a rua, dá pra ver o sol. Subindo pelas escadas, o que mais você encontra é rachadura, a gente queria só uma posição. Ter certeza que você está morando num lugar seguro, num lugar que você pode dormir tranquilo”, diz Maria Madalena dos Santos, umas das centenas de moradores que vivem nos nove blocos com 40 apartamentos e 16 casas para pessoas com deficiência.

“Eu tenho três filhos, meus filhos, quando chove, eu não deixo eles ficarem em casa. Fica com medo de ficar lá porque falam que o prédio está 'estalando'. A porta às vezes não fecha, fica arrastando na sala. Tá até marcado o piso da sala. A gente queria uma posição do prefeito, de alguém da prefeitura, da habitação, se está seguro pra gente pelo menos ir lá, se vão retirar a gente. Eu quero melhorar meu espaço, não consigo, porque quero ter uma posição” lamenta ela.

A dona de casa Eliana Matias também está preocupada. “Minha preocupação é a gente estar dentro do apartamento e ver aquilo desabar. A Caixa está fazendo reparo porque colocaram a Caixa na justiça. E daqui pra frente, vai rachar de novo?”, ela pergunta.

A prefeitura de Niterói declarou que sempre apoiou as famílias, mas que a responsabilidade pelo acompanhamento depois da entrega das chaves é da Caixa Econômica Federal. Disse ainda que a Caixa comunicou à Secretaria Municipal de Habitação sobre um novo edital, agora em março, para contratar uma nova construtora e terminar os reparos no condomínio Zilda Arns. O Bom Dia Rio procurou a caixa durante a semana, mas ainda não teve resposta.

FONTE: G1RJ.
Compartilhar

Por: Paulo Melo

0 comentários:

Postar um comentário

ABRASSP - Associação Brasileira de Síndicos e Síndicos Profissionais