Condomínio com áreas compartilhadas é lançado em Porto Alegre

O empreendimento é o primeiro da cidade baseado no coliving, que estimula o uso consciente de recursos e o senso de comunidade

Porto Alegre receberá o seu primeiro espaço coliving. Com inauguração prevista para setembro de 2019, a Wikihaus está lançando o projeto para um condomínio em que boa parte das áreas e dos equipamentos serão compartilhados entre os moradores. 

(Wikihaus/Divulgação)

O empreendimento fica no antigo Cine Teatro Presidente, que terá a sua fachada preservada. “O desenvolvimento do projeto aconteceu de maneira totalmente colaborativa”, afirma Eduardo Pricladnitzki, sócio-fundador da Wikihaus. Profissionais com especialidades diversas participaram de dois workshops para encontrar soluções para se morar em espaços pequenos. 

(Wikihaus/Divulgação)

“Todos os espaços foram pensados para funcionar como uma extensão dos apartamentos e serem utilizados em tempo integral”, conta Eduardo. Além das moradias entre 38 e 70 metros quadrados, o condomínio também conta com lavanderia, oficina, piscina, academia, um salão de festas que também funciona como coworking e espaço de convivência, e um garden com 200 metros quadrados com grama natural, mobiliário de parque e horta compartilhada. Confira o vídeo que mostra detalhes do projeto:

Todos os equipamentos, como as máquinas de lavar, também serão compartilhados e, por isso, serão entregues pela própria construtora. “A ideia é que ao invés de o morador ter que se preocupar em fazer a manutenção sozinho nos seus equipamentos, ela poderá ser feita pela administradora do condomínio, compartilhando o custo entre todos os moradores”, afirma Eduardo. 

(Wikihaus/Divulgação)

Para o empresário, esse tipo de empreendimento pode ser uma resposta às novas necessidades da população e à falta de espaço nas regiões centrais. “Essa nova geração quer usar os recursos de forma consciente e inteligente. Além de ser uma solução para a questão do tamanho, o espaço e os equipamentos compartilhados vêm com o objetivo de resgatar a convivência e o senso de comunidade, noções que se perderam um pouco ao longo dos anos”, argumenta.

Confira mais fotos do projeto:

(Wikihaus/Divulgação)

(Wikihaus/Divulgação)

(Wikihaus/Divulgação)

(Wikihaus/Divulgação)

(Wikihaus/Divulgação)

(Wikihaus/Divulgação)
Compartilhar

Por: Movimento dos Comunicadores do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário

ABRASSP - Associação Brasileira de Síndicos e Síndicos Profissionais