Número de síndicos profissionais que atuam em condomínios aumenta no Brasil

O Brasil registra um aumento no número de síndicos profissionais que atuam em condomínios para resolver “disputas” entre vizinhos e cuidar dos edifícios


Em uma escola de São Paulo, a busca pela formação cresceu 25% no último ano.

Com os apartamentos cada vez menores e áreas comuns maiores, os problemas de convivência crescem e vão além das clássicas discussões por vaga de estacionamento e barulho. Segundo especialistas, diálogo e um bom síndico são o segredo para resolver os conflitos.

Também na capital paulista, existem empresas especializadas em administrar condomínios. Uma delas, que atende 14 unidades, contrata síndicos profissionais que recebem, em média, R$ 10 a R$ 15 reais por apartamento administrado.


Fonte: Jornal Metrô.
Compartilhar

Por: Paulo Melo

0 comentários:

Postar um comentário

ABRASSP - Associação Brasileira de Síndicos e Síndicos Profissionais