Empreendimento do Minha Casa, Minha Vida será construído no local, onde viviam 256 famílias, que vão receber aluguel social de R$ 400

Para dar lugar a um condomínio do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, a prefeitura do Rio de Janeiro implodiu neste domingo (10) o segundo prédio do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), na Mangueira, na zona norte da cidade. A primeira parte da demolição foi feita em 13 de maio deste ano

Cerca de 250 famílias que viviam no edifício, com problemas estruturais, foram cadastradas para morar nos novos imóveis. Enquanto aguardam, a prefeitura ofereceu aluguel social de R$ 400, disse a prefeitura.

No Minha Casa, Minha Vida, a previsão é construir 320 unidades de 40 metros quadrados, compostas por sala, dois quartos, banheiro, cozinha e área de serviço.

Por mais de duas décadas, o prédio do IBGE, na Rua Visconde de Niterói, estava ocupado por pessoas sem ter para onde ir. De maneira improvisada, os moradores viviam em meio a ligações clandestinas de luz e água, sem saneamento. O prédio corria risco de incêndio e de desabamento por ruína, de acordo com a Defesa Civil Municipal.

Tentativa de invasão

O imóvel serviu ao IBGE até 1997. Ali ficavam as áreas de pesquisas e de informática, deslocadas para onde funcionam até hoje, no edifício Rio Metropolitan, na Avenida Chile, no centro.

Durante a implosão, segundo a prefeitura, algumas pessoas chegaram a invadir a área de segurança e foram retiradas.

O trânsito também sofreu mudanças. Foram alteradas linhas de ônibus e o funcionamento de trens e do metrô foi suspenso, durante o tempo da operação, por segurança.
Compartilhar

Por: Paulo Melo

0 comentários:

Postar um comentário

ABRASSP - Associação Brasileira de Síndicos e Síndicos Profissionais