Ações por falta de pagamento do condomínio apresentam queda de 4%

Levantamento do Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), realizado no Tribunal de Justiça do Estado São Paulo, aponta uma queda de 4% no volume de ações judiciais por falta de pagamento da taxa condominial

Foto: Divulgação.
Em maio, na cidade de São Paulo, foram protocolados 879 processos, contra os 916 registrados em abril deste ano. Comparado com o mesmo mês do ano anterior (com 851 registros), houve aumento de 3,3%.

Acumulado - O período de janeiro a maio deste ano totalizou 4.120 ações, 15,3% a menos que as 4.867 ações ajuizadas no mesmo intervalo de 2018. Nos últimos 12 meses, de junho 2018 a maio de 2019, as 10.243 ações protocoladas representaram redução de 24,5% na comparação com o período anterior (junho de 2017 a maio de 2018), quando foram registradas 13.558 ações.

Para Hubert Gebara, vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Sindicato, dentre os fatores que contribuíram para reduzir as pendências em junho, estão os acordos extrajudiciais que, segundo ele, surtem efeito na maioria das vezes.

'Os inadimplentes preferem negociar, pagando parcelado, a ter seu nome inscrito nos serviços de proteção ao crédito, além da possibilidade da propositura de uma ação judicial', afirma o vice-presidente. 'Os síndicos e as administradoras precisam continuar reforçando a cobrança amigável', aconselha.
Compartilhar

Por: Paulo Melo

0 comentários:

Postar um comentário

ABRASSP - Associação Brasileira de Síndicos e Síndicos Profissionais