Ações judiciais por falta de pagamento de condomínio crescem 40% em SP

De acordo com o levantamento, 637 processos foram apurados em fevereiro, contra 455 em janeiro. Em relação a fevereiro do ano passado, houve queda de 16,2%

No acumulado de 12 meses, 9.329 ações foram protocoladas, resultado 9,9% menor que o mesmo período do ano passado, quando foram registrados 10.356 processos (Créditos: Diego Grandi/ Shutterstock)

14/04/2021 | 16:21 - A quantidade de ações judiciais em São Paulo por falta de pagamento da taxa condominial aumentou 40% em fevereiro, na comparação com o mês anterior. Os dados constam de uma pesquisa feita, mensalmente, pelo Departamento de Economia e Estatística do Sindicato da Habitação do Estado de São Paulo (Secovi-SP), no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

De acordo com o levantamento, 637 processos foram apurados neste mês, contra 455 em janeiro. Em relação a fevereiro do ano passado, houve queda de 16,2%.

No acumulado de 12 meses, 9.329 ações foram protocoladas, resultado 9,9% menor que o mesmo período do ano passado, quando foram registrados 10.356 processos.

Segundo Moira de Toledo, diretora executiva da vice-presidência de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi-SP, os números são positivos e corroboram a tendência de redução da inadimplência mesmo diante da pandemia.

“As pessoas estão priorizando o bom funcionamento das estruturas condominiais. Janeiro teve um volume de distribuição muito abaixo da média e isso fez com que parecesse que os números de fevereiro fossem alto. Mas trata-se de mero represamento das ações”, afirma a diretora.
Compartilhar

Por: Paulo Melo

0 comentários:

Postar um comentário

ABRASSP - Associação Brasileira de Síndicos e Condomínios